Perigos do uso de aquecedores a gás em residências

05 ago. 19

Perigos do uso de aquecedores a gás em residências

Os aquecedores a gás são bem comuns em várias residências. Ele é usado para aquecer a água do banheiro, na maioria das vezes só a do chuveiro, mas com possibilidade de aquecer torneiras também. Existem certos perigos do uso de aquecedores a gás em residências, todos oriundos de erros de instalação ou manutenção.

Os aquecedores a gás trazem os mesmos riscos que os botijões de gás ou então que o gás encanado.

A possibilidade de vazamento é um problema bem conhecido, mas há os mais perigosos, como por exemplo o acúmulo de monóxido de carbono, o que pode ser fatal.

Recentemente, uma família teve um acidente letal com o vazamento de gases de um aquecedor. A reportagem do Estadão entrevistou a Esgotecnica para esclarecer mais sobre os riscos do aquecedor a gás dentro de residências.

Com isso em mente, estamos trazendo um complemento do assunto, com mais dicas de segurança para aquecedores a gás e falando sobre os riscos desse equipamento.

Os perigos do uso de aquecedores a gás

Os aquecedores a gás, assim como muitos outros equipamentos que utilizam combustíveis, são feitos para serem completamente seguros e para o uso dentro de residências sem nenhum problema.

Porém, quando a instalação ou a manutenção é feita de forma irregular, os riscos passam a ser constantes e podem causar acidentes graves.

Quando se pensa em vazamento de gás em aquecedores, pensamos no gás GLP (Gás Liquefeito Petróleo) ou o GN (Gás Natural), que são usados para alimentar a chama que esquenta a água. Porém, existem vazamentos mais perigosos e silenciosos.

Vazamento de gás no aquecedor

O GLP ou o GN são os principais combustíveis utilizados para os aquecedores. O vazamento desses gases cria o risco iminente de explosão e incêndios. Esses gases são inflamáveis, quando acumulados, qualquer faísca pode acabar causando uma explosão.

Apesar de serem inodoros (sem cheiro), esses gases recebem produtos com base no enxofre para deixa-los com um cheiro bem desagradável. Esse cheiro facilita a detecção de um vazamento e evita acidentes.

É importante que assim que você notar o cheiro de gás vazando, é preciso arejar todo o ambiente e, se possível, desligar toda a energia.

Esses gases são bastantes inflamáveis, uma simples faísca pode causar uma explosão. Até mesmo o uso do celular em um ambiente com vazamento de gás apresenta um grande risco.

Por isso, ao sentir cheiro de gás, abra portas e janelas. Também feche a válvula do gás. No caso do gás encanado é necessário chamar os responsáveis pelo abastecimento para que o reparo seja feito.

Importante! Apesar de estar caindo em desuso, muita gente ainda usa isqueiros ou fósforos para testar vazamentos de gás. Nunca realize esse tipo de atividade, já que dá para entender que ela pode causar acidentes graves.

O único teste que deve ser feito é através de água e sabão.

O gás GLP e GN em si não são tóxicos, portanto, não podem “envenenar” uma pessoa. Porém, eles podem substituir o oxigênio dentro do sistema respiratório e causar uma asfixia. Esses são casos mais difíceis de acontecerem, mas ainda é um risco que deve ser considerado.

Monóxido de carbono e os aquecedores a gás

Além do gás combustível utilizado em aquecedores, pode haver também o vazamento dos gases causados pela combustão. O GLP e o GN produzem o Monóxido de Carbono (CO) durante a queima.

O CO é completamente inodoro e sem cor. Ao contrário do gás natural, o CO é altamente tóxico e pode muitas vezes levar a fatalidade com pouco tempo de contato.

O problema é que o monóxido de carbono não traz nenhum sinal da intoxicação, muitas vezes a pessoa só percebe o problema quando já é tarde demais, isso quando percebe.

Para evitar esse tipo de acidente, os aquecedores a gás possuem exaustores e chaminés para que todo o produto da queima seja liberado ao ar livre.

Como garantir a segurança do aquecedor a gás

Como informamos ao Estadão, garantir a segurança do aquecedor a gás vem desde os momentos inicias.

Primeiro é preciso comprar um aquecedor que esteja dentro das recomendações do Inmetro e que seja de marca confiável.

Logo após a compra, é preciso contratar uma empresa ou profissional que siga exatamente as recomendações das normas ABNT para esse tipo de instalação.

A ventilação é o fundamental nesses equipamentos. Por isso o aquecedor deve sempre ser instalado em ambiente com uma boa passagem de ar, além de ter a chaminé adequada para a vasão dos gases.

Além disso, a manutenção deve sempre ser feita por empresas especializadas nesse tipo de equipamento. Por oferece riscos que são invisíveis, é necessário manutenção preventiva do equipamento, principalmente da chaminé de exaustão.

Para garantir que você tenha sempre o melhor atendimento e segurança completa de um aquecedor a gás, conte com a Esgotecnica!

Temos profissionais altamente treinados e os melhores equipamentos para realizar a detecção e reparo de vazamentos e gases que são prejudiciais para a sua saúde.